Quarta, 01 DE dezembro DE 2021

Como foi que tirei o meu Primeiro visto para os EUA?

Publicado em:

26 de
set
Categorias: Internacional e Notícias.

Consegui obter o meu visto de turismo para os EUA, mas muita gente não consegue, saiba como transitar neste terreno irregular e obtenha o seu visto para os Estados Unidos, mais rápido, com dicas objetivas.

 

Em uma destas nossas aventuras de vida, eu resolvi em um determinado momento que era hora de tirar o meu visto para os EUA. Por sorte minha eu tinha um cliente que justamente operava como despachante de viagens, um serviço oferecido por muitas empresas em Brasília e por todo o Brasil.

 

Normalmente o maior número de prestadores de serviço de despachante encontra-se mais próximos ao local onde existem mais embaixadas instaladas, que no caso do Brasil, a sua maioria está em Brasília, no Distrito Federal.

 

O despachante especializado oferece este serviço de assessoria para obtenção de vistos de turismo, para estudantes e até mesmo para quem quer imigrar de vez para outro país, obtendo o tão disputado visto de trabalho.

 

Caro leitor, você está pensando em utilizar qualquer meio para entrar no país estrangeiro sem a papelada correta? Não faça isto, obter um visto para os EUA não é impossível, precisa de um pouco de paciência e um pouco de investimento, mas de resto é tranquilo, desde que você esteja bem assessorado.

 

Se for a sua intenção, embarcar para o exterior de mudança, então localize também uma transportadora de mudanças internacional, quase tudo pode ser embarcado para os EUA, incluindo até veículos. Transportadora de veículos internacionais, também oferece assessoria de desembaraço aduaneiro, nome complexo, para um serviço complexo, exportação de bens.

Visto de turismo: Obtê-lo não é impossível


Quando decidi mesmo, obter o meu visto de turismo para os EUA, eu estava na época, pensando seriamente em passar uma temporada no exterior, tipo mudança df mesmo, queria mergulhar na cultura e na sociedade norte-americana. Como na época, seria a minha primeira viagem ao exterior, a ansiedade bateu forte e reduzi o escopo da aventura, para apenas obter um visto de turismo mesmo, o mais simples.

 

Procurei este cliente despachante, e comecei o processo de obtenção de visto, para minha surpresa e por ser viajante de primeira viagem, todos os custos me foram apresentados em dólar, que é a moeda por quem viajar para o exterior deve dominar com fluência. Falar em inglês até nem precisa muito, mas saber tudo sobre dólar e suas cotações é muito necessário.

 

Apesar de que, ao consultar um amigo mais viajado, me alertou com uma frase de duplo sentido sobre esta experiência: “quem converte não se diverte” fazendo menção a confusão mental que é ficar convertendo preços de tudo na sua moeda natal.

Visto de turismo: 9 dicas de ouro



  1. Contrate uma assessoria de despachante especializado em vistos, antes de contratar peça referências com nome e telefone de pelo menos 3 clientes, já atendidos. Prestadores de serviço sérios oferecem contrato de prestação de serviços, emitem nota fiscal, e parcelam o custo da obtenção do visto em moeda local.

  2. Os preços e taxas cobradas são em dólares, pois você já está contratando um serviço multinacional, então não se assuste, é uma prática comum, o seu despachante e as taxas alfandegárias podem ser pagas em moeda local.

  3. Para o processo andar mais rápido, providencie antes de tudo, a renovação de todos os seus documentos pessoais, incluindo os documentos dos acompanhantes da viagem, começando pelo RG. O processo de visto é mais lento e pode ser recusado, quando apresentada documentação vencida no momento do protocolo da papelada na embaixada.

  4. A declaração de imposto de renda atualizada de todos os viajantes é necessária, incluindo declarações formais de vínculo empregatício, que somam muito. 

  5. Levará menores de idade? Obtenha todas as autorizações de todos os pais, registrada em cartório.

  6. Vai transportar itens de valor agregado na viagem, tipo um computador ou câmera fotográfica, tenha certeza de levar a nota fiscal junto.

  7. No exterior, principalmente nos EUA, não existe jeitinho nem conversa, fique atento a todas as regras, forneça absolutamente todos os documentos solicitados, que são muitos, mas a sua paciência será recompensada com a emissão do seu visto, que valerá pelos próximos 10 anos.

  8. Existe chances de todo o seu processo ser recusado, então combine taxas de sucesso no seu contrato com o despachante internacional escolhido. Depois de ser recusado na obtenção de visto, é muito pouco provável que o seu processo seja aceito novamente no futuro, pode ser uma situação permanente.

  9. Mantenha todos os seus atestados de saúde atualizados, inclusive a carteira de vacinação em dia para todos os passageiros. Adultos vacinados há mais de 10 anos, precisam ser revacinados e apresentar documento de vacinação atualizado.


 

Quando você contrata um serviço de assessoria de obtenção de vistos, lhe poupa tempo e você conta com informações atualizadas, o despachante conhece bem todo o processo de obtenção de visto de turismo entre outros. Ele trabalhará para a obtenção do seu visto junto à embaixada escolhida, cada uma delas tem uma lista de exigências diferentes.  Atualmente as questões sanitárias estão sendo mais cobradas, como por exemplo apresentar seu atestado de vacinação contra a covid-19 entre outros, como tétano e febre amarela. 

 

A seleção de quem irá receber ou não um visto para os EUA, também passa pela análise de sua capacidade financeira, os funcionários da embaixada querem ter certeza de que você é uma pessoa de bem, que trabalha, e que ganha o suficiente para ir até o país deles e voltar. Extratos bancários podem ser pedidos para comprovar a sua renda.

 

Apresentar reservas em dólares, é um diferencial muito importante, para efeito de turismo reserve 1.000 (mil dólares) por semana que passará em território estrangeiro, por pessoa. O pessoal da embaixada ficará mais tranquilo em lhe conceder um visto, tendo a certeza da sua condição econômica turística. Este valor precisa constar em cheques de viagem ou do seu saldo bancário no dia da entrevista.

 

Relaxe, o visto de turismo dos EUA é um dos mais difíceis de serem obtidos, então é uma prova de fogo, muitos obtêm seus vistos e viajam felizes. Aos que por algum motivo forem rejeitados, não insistam, troque o destino da sua viagem e bom passeio.

 

Ronaldo Luis Gonçalves

Pai, Marido, Escritor, Engenheiro de Software, Empreendedor Digital atuando no mercado de marketing digital, é também mantenedor de diversos sites na internet.

 
[comment-form]

 

Outras Notícias

5 dicas de como economizar para viajar
Tire suas dúvidas sobre o uso das cadeias de consagração
Saiba tudo sobre as carabinas de pressão
Benefícios de tomar água com limão diariamente
O que não pode faltar dentro de um projeto de obra