Sábado, 16 DE outubro DE 2021

Dúvidas sobre as cadeias de consagração de nossa senhora

Publicado em:

19 de
set
Categorias: Devocional e Mundo Cristão.

Entenda melhor o uso das cadeias de consagração

A consagração total a Nossa Senhora, ou correntes, são sinais da devoção na Consagração à Santíssima Virgem Maria. Quando as correntes são abençoadas por um padre, são sacramentais. É um sinal visível de uma realidade invisível, do que é a consagração.

Elas simbolizam a quebra com a escravidão do pecado. Não tínhamos vergonha de arrastar as correntes do pecado pelo mundo, agora também não devemos ter vergonha de mostrar nossa escravidão ao Amor de Deus.

Nesse artigo vamos responder algumas dúvidas sobre esse assunto.

  • Uma pessoa que não é consagrada pode usar a cadeia?


Usar uma cadeia de consagração, que é um sinal da devoção à Santíssima Virgem Maria sem ter feito a consagração e sem ter lido o Tratado não é recomendado.

As cadeias são um sinal de uma devoção interior. Então se não há o entendimento e a importância da devoção, não faz sentido fazer o uso das correntes.

  • As cadeias de consagração podem ser usadas em qualquer lugar?


Existem pessoas que usam no braço, no dedo, no pescoço, no tornozelo ou ainda como um cinto. 

Não há uma diferença, pode-se usar onde quiser.  

Pode se usar no pescoço como sinal de penitência dos colares de ouro e vaidades, no tornozelo como sinal de servidão, no braço como sinal de trabalho manual e ainda no cinto como sinal de castidade. 

Alguns profissionais, como enfermeiros e fisioterapeutas, não indicam o uso dela no pulso, mas fique tranquilo, pois não há problema em usar em outro lugar.

  • Tem alguma diferença do tamanho da cadeia?


A única diferença é a visual. A devoção não é medida pela grossura da cadeia. Vai da preferência da pessoa. O que se deve tomar cuidado é com o coração, para que isso não se torne vaidade.

  • O que é preciso para ser um escravo de Nossa Senhor?


Primeiramente precisamos esclarecer o que é ser escravo da Virgem Maria. Pois, existem pessoas que não entendem o que realmente significa ser escravo de Maria e por isso tem uma visão negativa da escravidão. Ser escravo de Jesus em Maria significa pertencer ao Filho de Deus e a sua Mãe Santíssima, sem reservas.

Fomos comprados pelo preço do precioso sangue de Jesus, por isso nos tornamos verdadeiras propriedades dEle, e nisso a consagração tem semelhança com à escravidão, pois os escravos também pertenciam aos seus senhores,mas a relação entre senhor e escravo não é a mesma na consagração, pois esta é uma escravidão de amor.

A Mega Plotter que trabalha com letra caixa goiânia, teve que comprar uma Consagração total a Nossa Senhora para ajudar sua empresa. E todos sabemos que a fé é muito importante em tudo, e com fé tudo se resolve.

  • As correntes passam a impressão de servidão, a vontade de Maria é que as pessoas se sacrifiquem por ela a ponto de serem acorrentadas?


Penso que as duas coisas andam juntas, pois a pureza de coração nos leva ao amor, ao sacrifício, à renúncia. Não pode ser puro de coração quem não ama, quem não está disposto a se sacrificar pelo outro. Sabemos quem são as pessoas que nos amam de verdade? Essas pessoas são aquelas que de alguma forma se sacrificaram por nós, que perderam noites de sono por nossa causa, 

que não nos abandonaram nos momentos difíceis e que sacrificaram a própria vida para que tivéssemos uma vida melhor.

Da mesma forma, as cadeias de consagração não são obrigatórias para os consagrados a Virgem Maria, mas nós os consagrados, fazemos sacrifícios, nos entregamos sem reservas e usamos essas correntes por vontade própria, por puro amor a Mãe de Deus e ao seu Filho Jesus Cristo.

Assim, depois de entender um pouco melhor sobre a consagração a Jesus Cristo e a Virgem Maria, percebemos que ela está em perfeita sintonia com a palavra de Deus.

Além disso, a tradição católica comprova que a escravidão de amor é um auxílio extraordinário para o seguimento de Cristo, para a execuçao de nossas promessas do Batismo, para o cumprimento de nossas obrigações com a greja. Antes do Batismo, pertencíamos ao diabo como seus escravos, agora ao receber este Sacramento nos tornamos verdadeiros escravos de Jesus Cristo.

 
[comment-form]

 

Outras Notícias

O que não pode faltar dentro de um projeto de obra
Qual a diferença de um autotransformador e um transformador
Carros movidos a água: O que são e como funciona
Como foi que tirei o meu Primeiro visto para os EUA?
Regularização do MEI: Consequencias, dúvidas e respostas