Sexta, 24 DE setembro DE 2021

Empréstimo consignado: tire todas as suas dúvidas

Publicado em:

28 de
maio
Categorias: Populares e Sociedade.

Manter as contas em dia tem sido difícil para muitas pessoas. Não por acaso: além do aumento da taxa do desemprego, que tem afetado cada vez mais famílias, estamos diante de oscilações econômicas e do aumento da inflação.


 


Mais do que nunca, é importante ter planejamento financeiro, fazer o monitoramento dos gastos diários, eliminar supérfluos e, claro, se preparar para o futuro.


 


Não é por acaso que cada vez mais trabalhadores estejam buscando informações acerca de previdência privada: com as mudanças engatilhadas pela Reforma da Previdência, tornou-se fundamental adquirir uma segunda fonte de renda para a melhor idade.


 


Investir em previdência privada não é o suficiente, no entanto: se você não mantiver as suas contas quitadas e começar a contrair dívidas, não conseguirá fazer os aportes necessários para aumentar os seus rendimentos e perderá em qualidade de vida.


 


Se você têm muitas dívidas diferentes, pode ser interessante optar por um empréstimo. Por quê? Porque, ao pagar todas as dívidas e contrair apenas uma - que, no caso, é a do próprio empréstimo -, você conseguirá se organizar melhor com o dinheiro que tem e poderá evitar novas dívidas.


 


Trata-se, como sabemos, de uma decisão que deve ser pensada, já que vem com a obrigatoriedade de retomar o controle sobre a própria vida financeira. Se você tem dificuldade para guardar dinheiro, organize-se primeiro e faça o empréstimo depois. Do contrário, você terá dívidas de novo em pouco tempo.


 


Tem dúvidas sobre empréstimo consignado? Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre o assunto. Confira!



Empréstimo consignado: o que é?


Trata-se de uma modalidade de empréstimo que é exclusiva para aposentados e pensionistas do INSS, além de trabalhadores CLT de empresas privadas, servidores públicos e militares das forças armadas.


 


Na prática, após firmar contrato com alguma instituição financeira, o indivíduo permite que o empréstimo seja quitado, em um número de parcelas a definir, diretamente de sua folha de pagamento ou benefício do INSS. Por conta dessa característica, trata-se de um empréstimo que diminui o risco de inadimplência.


 


Já que é um empréstimo mais garantido para as instituições financeiras, possui taxas de juros mais baixas e, geralmente, outras vantagens no que tange o pagamento do dinheiro contratado.



Como é feita a contratação?


Geralmente, é necessário oferecer apenas comprovante de renda recente, comprovante de residência atualizado e documentos, como RG e CPF.


 


O valor disponível para empréstimo varia de acordo com a fatia do salário que pode ser comprometida com o pagamento de cada parcela.


 


O valor máximo, de acordo com a Lei nº 10.820, de 2003, não pode ultrapassar 35% do salário do funcionário. Além disso, 5% do limite deve ser usado no cartão de crédito consignado, que é dado apenas aos elegíveis a esse tipo de empréstimo.



Entendendo a taxa de juros


Como já comentamos brevemente, a taxa de juros do empréstimo consignado é enxuta se comparada às demais opções do mercado. Isso acontece, claro, porque se trata de uma modalidade que oferece muito mais segurança às instituições financeiras.


 


A taxa média de juros, para empréstimos consignados, varia entre 20% e 35% ao ano, muito abaixo das demais opções do mercado financeiro.


 


Uma dica importante: a taxa de juros também varia de acordo com o score de crédito da pessoa que está solicitando o empréstimo e também com o seu perfil financeiro.



Tipos de empréstimo consignado


Por fim, existem alguns tipos de empréstimo que devem ser conhecidos. O primeiro, privado, é exclusivo para pessoas que trabalham em regime CLT, em empresas privadas.


 


O empréstimo consignado INSS, como o próprio nome sugere, é exclusivo para pensionistas e aposentados que recebem o benefício da aposentadoria por meio do INSS.


 


Para essas pessoas, a taxa de juros nominal mensal máximo é de 2,08% (empréstimos) e 3,00% (cartão de crédito consignado). O prazo para pagamento da dívida, por sua vez, pode chegar a 72 meses.


 


Há, por fim, o empréstimo consignado para servidores públicos. Para contratar o serviço já citado, porém, é preciso saber quais são os convênios firmados, já que o direito ao empréstimo consignado pode variar de acordo com o órgão contratante do funcionário.


 


Nesse caso específico, as taxas de juros devem ser de até 2,05% ao mês. O prazo para pagamento de empréstimo com desconto em folha, por sua vez, é de até 96 meses, mas varia de acordo com a quantidade de dinheiro que foi emprestada ao servidor.


 


 


Deixe seu Comentário:

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados

Outras Notícias

Regularização do MEI: Consequencias, dúvidas e respostas
Como usar amostras gratis para melhorar minhas vendas ?
10 melhores áreas de especialização do Direito – Advogado
Sintra Vila portuguesa: Qual época, Como chegar e como hospedar-se
futuro financeiro: O que é, por que você deve pensar desde já ?