Segunda, 29 DE novembro DE 2021

O suplemento sulfato ferroso engorda ?

Publicado em:

30 de
set
Categorias: Saúde.

O sulfato ferroso é um suplemento alimentar projetado para tratar a anemia. Pode ser indicado quando há um baixo teor de ferro no corpo, seja devido a dieta, gravidez ou mesmo uma súbita perda de sangue. Abaixo você pode saber mais sobre esta substância, quais são seus efeitos colaterais, como cuidar dela e, sobretudo, se o sulfato ferroso nos faz ganhar peso.

 É digno de nota que esta substância não é a escolha exclusiva para combater a anemia. Ácido fólico, Noripurum e até mesmo suplementos de vitamina B12 têm a possibilidade de se beneficiar nesta batalha. Você vai gostar de conhecer os principais remédios para a anemia mais utilizados no Brasil e como eles funcionam em seu organismo, além de suas contra-indicações. 

 Além do procedimento com os remédios para anemia mencionados anteriormente, a condição pode ser tratada e prevenida adicionalmente por meio de uma dieta rica em ferro. A soja, por exemplo, é bastante rica neste mineral. Descubra quais são os 15 principais alimentos para a anemia.

 E isso não é tudo. Os sucos ricos em ferro têm o potencial de promover grandemente a absorção do ferro. Certamente você se lembra que em sua infância você foi obrigado a beber suco de beterraba com cenouras e laranjas. Saiba que é um remédio sagrado para a anemia. Aprenda 9 receitas de suco para a anemia.

 Uma vez que não consumimos uma porção correta de ferro em nossa dieta e não fornecemos o nutriente para nosso corpo, da maneira que ele requer para funcionar corretamente, nossa saúde sofre.

 O resultado pode ser o aparecimento de sinais como cansaço, prostração, indisposição, falta de desejo, complexidade para se concentrar, taquicardia, diminuição do desejo sexual, queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e períodos de tempo de memória, que são sinais de anemia causada pela deficiência de ferro, ou seja, anemia por deficiência de ferro.

 A patologia também prejudica a produção de glóbulos vermelhos, compostos de uma proteína chamada hemoglobina, que é responsável pela movimentação do oxigênio para as células do corpo. Esta proteína é composta de ferro, bem como cobalto, que está presente na vitamina B12. Portanto, se o corpo carece deste mineral, a produção, magnitude e grau da hemoglobina estão comprometidos, assim como o transporte do oxigênio.

 Uma das formas de lidar com a baixa produção de ferro e a redução da produção de glóbulos vermelhos é o uso de sulfato ferroso. Entretanto, você sabe qual é esta substância e pode nos dizer se o sulfato ferroso está engordando e quais são seus prováveis efeitos colaterais? Veja as respostas a estas perguntas abaixo:

 O que é isso?


 

 O sulfato ferroso é um sal inorgânico com 20% de ferro, o que o torna uma rica fonte de ferro. Graças ao seu impacto de contribuir imediatamente para a formação de reservas de ferro no organismo, ele é usado para tentar ou prevenir anemia causada por deficiência de ferro, como acabamos de ver, ou em casos onde uma dose extra do mineral é necessária, como durante a gravidez.

 

O sulfato ferroso engorda?


 

 Teoricamente, não se pode dizer que o sulfato ferroso engorda (não diretamente), uma vez que é um fator semelhante ao sal que não tem custo calórico e uma vez que o ganho de peso não é mostrado como um de seus efeitos colaterais. Entretanto, não é impossível para o consumidor experimentar um ganho de peso depois de começar a comer a substância.

 

 Isto se deve ao fato de que ao tentar a anemia, haverá também uma otimização relacionada aos sinais da patologia. Como vimos na primeira parte deste artigo, um dos sinais da patologia é a falta de fome. Uma vez curado o problema, temos a capacidade de aguardar este desejo de aumentar, o que pode oferecer espaço para ganho de peso, e nos leva a concluir que o sulfato ferroso está engordando em várias ocasiões.

 

 Além disso, o elemento também causa uma diminuição na absorção da tiroxina (T4), um hormônio produzido pela glândula tireóide e que tem a capacidade de manter o controle metabólico. Uma vez que o T4 é baixo, o metabolismo abranda, o que faz com que o processo de gasto energético seja mais lento e ineficiente, afeta a queima de calorias e gordura, e pode causar acúmulo de peso.

 

 Além disso, há a constipação, que é uma das atitudes adversas causadas pelo composto, e dá principalmente a impressão de um aumento no tamanho da barriga, graças à complexidade para limpar as fezes no banheiro.

 

 Entretanto, mesmo que estas formas sejam reais, elas não significam que a utilização de sulfato ferroso deva ser rejeitada, especialmente se houver uma prescrição médica para seu uso. Esta substância é essencial para experimentar a deficiência de ferro, que, como também notamos, é prejudicial à saúde e há maneiras de mitigar este problema de aumento de peso.

 

 Como? A fórmula se baseia em manter o controle da dieta, garantindo refeições saudáveis e controladas, que sejam nutritivas e tenham um número suficiente de calorias, e praticando ocupações físicas regularmente, o que ajudará a aumentar o gasto calórico.

 

 Efeitos colaterais


 

 Além da constipação, do aumento do desejo e da diminuição da absorção do hormônio T4, o sulfato ferroso pode causar os seguintes efeitos colaterais: dentes manchados, fezes verdes ou escuras, diarréia, náusea, cãibras estomacais, dor de estômago e vômitos.

 

 O produto também pode causar reações alérgicas tais como: erupção cutânea, urticária, prurido, dificuldade para respirar, aperto no peito, suor nas mãos, rosto, boca ou língua, sangue nas fezes, febre, vômito que parece sangue ou borras de café, entre outros.

 

 Em qualquer pessoa destes casos, sugere-se buscar o apoio de um médico para saber como proceder em relação a uma ou várias atitudes adversas.

 

 Atenção


 

 Não é necessário expor uma prescrição médica para comprar sulfato ferroso e levá-lo para casa, porém é essencial consultar seu médico se você quiser usá-lo para verificar se ele é realmente essencial e indicado.

 

 Esta recomendação é especialmente útil para idosos com mais de 65 anos de idade, mulheres grávidas, aqueles que planejam engravidar, aqueles que estão amamentando ou aqueles que engravidam durante o curso da medicação, indivíduos com histórico de colite, úlceras ou patologias do trato digestivo, úlceras ou patologias do intestino, que têm hemocromatose (síndrome de sobrecarga de ferro), anemia hemolítica (caracterizada pela falta de glóbulos vermelhos), porfíria (um problema relacionado a enzimas que danifica a derme ou o sistema nervoso), talassemia, são alcoólicos ou receberam recentemente uma transfusão de sangue.

 

 Também é essencial que você informe seu médico sobre qualquer alergia que tenha e sobre qualquer medicação que esteja tomando para verificar se não há perigo de relacionamento.

 

 A importância dos alimentos 


 

 Quem sofre de deficiência de ferro, além de usar sulfato ferroso, tem que investir em uma dieta que traga alimentos que forneçam o nutriente para o organismo. Alguns deles são:

 

  •  Carne vermelha;

  •  Couve;

  •  Brócolis;

  •  Rúcula;

  •  Agrião;

  •  Cerais Integrais;

  •  Feijões;

  •  Ervilhas

  •  Lentilhas

  •  Pão de cevada;

  •  Grão de Bico;

  •  Beterraba.


 
[comment-form]

 

Outras Notícias

5 dicas de como economizar para viajar
Tire suas dúvidas sobre o uso das cadeias de consagração
Saiba tudo sobre as carabinas de pressão
Benefícios de tomar água com limão diariamente
O que não pode faltar dentro de um projeto de obra