Terça, 30 DE novembro DE 2021

Padre Marcelo indiciado pela justiça, foi condenado a pagar 50 milhões

Publicado em:

16 de
abr
Categorias: Mais Lidas e Notícias. Tags: Condenado, Indenização, Justiça, Padre Marcelo e Processo.

O padre Marcelo Rossi, depois de haver sido indiciado pela Justiça, teve seu livro abolido das bancas de revistas. De acordo com informações, o desembargador Gilberto Campista Guarino, determinou a suspensão da distribuição e venda do livro “Ágape”. A obra foi lançada em 2010. A liminar foi concedida na quinta-feira (11), e cabe recurso.


Por que o Padre foi indiciado pela justiça?
O processo teve autoria da escritora Izaura Garcia, que fez algumas afirmações. Sobre o processo ainda, Izaura pede indenização por violação de direitos autorais no valor de R$ 50 milhões. Com isso ela disse que o trecho “Perguntas e Respostas – Felicidade! Qual É?” é de autoria dela, e foi publicado em seu livro, “Nunca Deixe de Sonhar”, de 2002.


Em “Ágape”, a autoria do trecho é atribuída a Madre Teresa de Calcutá.


Por analogia, as advogadas de Izaura informaram que em um outro processo no ano de 2013, o reconhecimento já havia sido feito. No entanto o padre tampouco a editora Globo cumpriram com a liminar. Havendo o descumprimento da lei, um novo processo teve que ser pedido, para que os créditos de Izaura fosse reconhecido no exemplar.


“Um dia, a Izaura entrou em uma livraria e pegou o livro para mostrar para algumas pessoas, mas viu que o seu nome não estava identificado como autora do trecho. Foi quando, então, ela nos acionou para entrar com o processo na Justiça”, declarou Carolina, uma das advogadas da escritora.


Como foi calculado o valor da indenização?


Diante disso, o valor da indenização foi calculado com base na legislação brasileira de direitos autorais e corresponde a 20% da venda de 10 milhões de exemplares do livro. “[A obra] Gerou um lucro de R$ 250 milhões”, informou. Portanto, segundo o jornal ‘O Dia’, a editora globo juntamente com o líder, disseram que só irão se pronunciar depois que a notificação oficial da justiça for publicada.


“Defiro parcialmente a tutela provisória de urgência, a fim de que os agravados suspendam a publicação, distribuição e venda de exemplares da obra ‘Ágape’, até que comprovem a retificação de autoria do texto ‘Perguntas e Respostas – Felicidade! Qual é?’, nela veiculado, atribuindo-o corretamente à agravante, ou até que o suprimam, sob pena de multa equivalente ao dobro do valor comercial de cada exemplar publicado, distribuído e/ou vendido”, determinou o desembargador em sua decisão. Conteúdo creditado ao FUXICO GOSPEL



gospelmund.com


[comment-form]

 

Outras Notícias

5 dicas de como economizar para viajar
Tire suas dúvidas sobre o uso das cadeias de consagração
Saiba tudo sobre as carabinas de pressão
Benefícios de tomar água com limão diariamente
O que não pode faltar dentro de um projeto de obra