Sábado, 04 DE dezembro DE 2021

Pastora Juliana acusada de matar dois filhos, foi absolvida pela justiça

Publicado em:

4 de
maio
Categorias: Justiça, Mais Lidas e Notícias. Tags: Filhos, Justiça, Mortes, Pastora e Preso.

A pastora Juliana Salles, foi absolvida pela justiça após ter sido denunciada pelo MPES por duplo homicídio, estupro de vulnerável e fraude processual na forma omissiva. A decisão foi concretizada quinta-feira (02), pelo juiz André Bijos Dadalto da 1ª vara criminal de Linhares.


A pastora não irá a júri popular pela morte de seus dois filhos, que aconteceu no dia 21 de abril de 2018. Os meninos foram estuprados e queimados. Estes, haviam ficado em casa após sua mãe ter realizado uma viagem a um congresso de dança profética.


Esclarecimento do ocorrido no ano passado


Juliana, como mencionado logo a cima, estava em Minas Gerais no congresso de dança profética. Consigo, havia levado seu filho mais novo, porém os mais velhos teria ficado com o Marido.


Apesar do indulto da pastora, o seu cônjuge Georgeval Alves continua como réu no processo. Assim sendo, ele responderá em breve por, homicídio duplamente qualificado, estupro de vulnerável e tortura. O mesmo, será levado a júri popular, ainda sem data marcada.


Por que a pastora foi absolvida pela justiça?



Segundo a decisão do magistrado, não há indícios nas provas materiais e nos depoimentos que evidenciem Juliana como culpada pelo crime. “Isso porque, além da mesma não está nesta comarca na data do fatídico, nenhuma das provas produzidas nos autos foram cabais de convencer este juízo de que ela tenha, de qualquer forma, concorrido para a prática delituosa na forma omissiva”, diz a pronúncia.



Por fim, ao haver coletado alguns depoimentos, o juíz pôde notar que a pastora não era culpada. Pois, todos que conhecem a conduta da líder religiosa, presenciaram o comportamento da mesma para com seus filhos. Contudo isso, o magistrado pontuou que no mínimo o que prevê é que as vítimas estavam em perigo por estarem sozinhas com o réu.


Portanto, o MP por meio da promotoria de Justiça de Linhares, disse que foi notificado da decisão nessa quinta-feira. Além disso, foi informado que o MP vai analisar as providências a serem adotadas.



gazetadobalao.net


[comment-form]

 

Outras Notícias

5 dicas de como economizar para viajar
Tire suas dúvidas sobre o uso das cadeias de consagração
Saiba tudo sobre as carabinas de pressão
Benefícios de tomar água com limão diariamente
O que não pode faltar dentro de um projeto de obra