Quarta, 08 DE dezembro DE 2021

Receita Federal: você está “ok” com ela?

Publicado em:

29 de
jul
Categorias: Notícias e tecnologia.

Entenda o que é a malha fina e como saber se você está em dia com a Receita Federal. Além disso, saiba como se precaver para não ser pego pelo leão.

Todos os anos grande parte dos brasileiros enfrenta o temido Imposto de Renda (IR). Para quem é obrigado a declarar os seus bens, esse dever anual pode ser um pesadelo, principalmente se essa declaração não for feita com antecedência e planejamento.

 

Assim, muita gente tem medo de cair na malha fina ou ainda não se sente confiante para realizar o processo sozinho, por isso, acaba recorrendo à ajuda de um contador ou algum conhecido que tenha maior conhecimento em contabilidade e finanças.

 

Certo é que todos os anos diversos brasileiros caem na malha fina e acabam se enrolando com a Receita Federal. Estar inadimplente com esse órgão público tão importante pode trazer sérias consequências, inclusive dificultar a abertura de uma previdência BrasilPrev, por exemplo.

 

Para o ano de 2021, já é possível fazer a consulta individual para saber se você caiu na malha fina do Imposto de Renda. Já que o status da declaração pode ser acessado pelo site oficial da Receita , por lá você pode descobrir qual a pendência.

 

Pensando em auxiliar quem está em dúvidas se está em dia com a Receita Federal ou não, reunimos aqui nesse artigo algumas das informações principais sobre o assunto. Confira a seguir!

Você sabe o que é a malha fina?


O grande medo dos brasileiros contribuintes é cair na malha fina da Receita Federal, entretanto, você sabe o que significa isso?

 

Apesar de ser um tópico muito popular em qualquer assunto sobre Imposto de Renda, muita gente não sabe o verdadeiro significado de cair na malha fina e nem as suas consequências.

 

De forma geral, cair na malha fina significa dizer que determinada declaração ficou retida por conta de algum erro encontrado, como um valor errado, rendimento omitido, informações cadastrais erradas ou, até mesmo, suspeita de fraude.

 

São inúmeras infrações descritas pela legislação do Imposto de Renda, que normalmente ocorrem porque os contribuintes acreditam ser possível omitir um dado para receber uma restituição maior ou pagar menos imposto.

O que acontece se você cair na malha fina?


A cada ano que passa o sistema da Receita Federal se torna mais sofisticado. Além de receber informações dos cidadãos, o órgão também recebe prestações de contas de empresas, bancos, entidades, além de receber dados de estados e municípios.

 

Todas essas informações são cruzadas e facilitam o reconhecimento de tentativa de fraude do sistema ou ainda de sonegação fiscal.

 

Quando é percebida alguma diferença entre uma declaração e a base de dados, logo a Receita Federal informa que existe um erro e qual é a pendência que deve ser esclarecida por meio do seu sistema eletrônico próprio, o e-CAC. É através dessa plataforma que você contribuinte deve acompanhar o status da sua declaração.

Como agir se cair na malha fina?


Caso você seja notificado sobre algum tipo de inconsistência, não se desespere! Em casos pequenos, a solução existe e é bem simples.

 

Se ocorreu um erro na hora da declaração, é possível corrigi-lo através da declaração retificadora de IR, realizada pelo próprio programa da declaração original, sem nenhum prejuízo ou multa para você.

 

Outro cenário possível é o erro ter sido cometido pela Receita Federal. Em casos onde o contribuinte for notificado pelo órgão mas estiver certo que não existe erro em sua declaração, o mesmo deve prestar esclarecimentos à Receita e comprovar através de documentação que não houve fraude na declaração.

 

Sempre confira a sua declaração


Dessa forma, para evitar cair na malha fina e ter certeza sobre o seu status em relação à Receita Federal, o mais indicado por especialistas é conferir a situação da declaração realizada após a entrega da mesma.

 

Com essa atitude simples, você consegue ter certeza que não preencheu algum campo ou enviou algum documento errado.

Fique atento no seu status


Assim, caso tenha havido algum erro simples na declaração, com essa ação preventiva, você consegue corrigi-lo facilmente através do sistema. O indicado é realizar acessos periódicos ao site, até que saia a sua restituição.

 

Essa atitude é indicada porque pode ser que você caia na malha fina e seja convocado para prestar esclarecimentos.

 

Antigamente a notificação era realizada por correio, entretanto, há algum tempo o processo passou a ser totalmente virtual e os contribuintes são notificados via e-mail ou SMS.

 

Dessa forma, é possível perceber que não é o fim do mundo cair na malha fina da Receita Federal.

 

Apesar de ser algo muito temido pelos contribuintes, grande parte dos casos é de fácil resolução, sendo possível prestar todos os esclarecimentos virtualmente. Por isso, não deixe de se manter atualizado sobre o status da sua declaração e esteja sempre dentro da lei.

 
[comment-form]

 

Outras Notícias

Saiba como funciona o Sedex dos correios
Como funciona o blockchain?
5 dicas de como economizar para viajar
Tire suas dúvidas sobre o uso das cadeias de consagração
Saiba tudo sobre as carabinas de pressão